Comércio em Pato Branco deve reabrir a partir de terça-feira

Geral
Pato Branco (PR) | 28/03/2020 | 09:43

Informações: Diário do Sudoeste
Foto: Prefeitura de Pato Branco

No início da noite desta sexta-feira (27), após a Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop) anunciar que a maioria dos prefeitos votou pela reabertura do comércio a partir de segunda-feira (30), o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, se reuniu com empresários e entidades do comércio e da indústria do município para debater sobre uma possível flexibilização do decreto de isolamento social, promulgado como forma de contenção à pandemia de Covid-19.

A decisão, tomada de forma compartilhada, prevê que a partir de terça-feira (31) haverá uma liberação gradativa das atividades comerciais na cidade. Para isso, outro decreto será editado, estipulando regras em relação aos cuidados que cada estabelecimento deverá cumprir. Entre eles, horário especial a ser definido, número reduzido de funcionários, operar com no máximo 50% de sua capacidade de público, oferta de álcool em gel e aferição de temperatura dos colaboradores. “Temos como exemplo os supermercados, que tomaram todas as medidas de segurança para os seus funcionários. O setor está de parabéns e deve nortear a todos os outros estabelecimentos”, elogiou.

Zucchi lembrou ainda que o comércio deve ter ainda menos movimento que o setor mercadista e, por isso, flexibilizou as ações. “Se tivesse convicção que essa atitude teria um efeito devastador, nenhuma entidade me convenceria a isso”, falou. “Vamos cobrar dos comércios para que cumpram as novas regras e avaliar diariamente o efeito dessa abertura. Se os números voltarem a crescer, podemos a qualquer momento retomar uma restrição maior”.

Em relação a bares e restaurantes, eles também voltarão a funcionar, mas com horário pré-estabelecido e com regras claras de proibição de aglomeração em ruas e calçadas. O decreto deve ser editado na segunda-feira (30) e passar a valer na terça.

Atividades como a construção civil, indústria e transporte público não haviam sido proibidas.

Transporte público

Com a reabertura do comércio, o movimento deve aumentar, assim como a demanda por transporte público. Em relação a isso, Zucchi disse que neste sábado (27), o Depatran vai se reunir com o comércio para dimensionar o número de ônibus que deverão circular. “Vamos evitar aglomerações, principalmente nos horários de pico, estabelecendo um número máximo de passageiros por carro”, ponderou.

Barreiras

Lembrado que os profissionais que estão atuando nas barreiras sanitárias, colocadas em cada entrada da cidade, estão sendo destratados pela população, o prefeito disse que “depois do pronunciamento oficial do presidente [Jair Bolsonaro, na última segunda-feira, minimizando as complicações pela infecção e pedindo a volta das atividades profissionais], o fluxo na rua aumentou consideravelmente. É preciso lembrar que essas pessoas estão lá, a serviço da vida, e merecem no mínimo respeito e consideração”.

Escolas e creches

Zucchi disse que as atividades em escolas e creches continuam suspensas. No mais, as ações contra a infecção em massa pelo coronavírus continuam valendo, como barreiras, sanitização e proibição de eventos que provoquem aglomeração. As ações para segurar fluxo de pessoas, principalmente a noite, circulando nas ruas, também continua. “Pedimos que idosos continuem em casa e que as pessoas evitem andar pelas ruas se não estiverem trabalhando, foi esse cuidado que determinou a baixa incidência de contaminação pelo coronavírus em nossa cidade”, avaliou. “Agora é hora de cada empresário ter disciplina para cuidar de seu estabelecimento”.

Agora o momento é de aguardar o decreto do prefeito.