Recuperada da Covid-19, mãe de São Bernardino conhece a filha depois de um mês

Geral
São Bernardino (SC) | 10/09/2020 | 19:57

Autor: Angela Maria Curioletti/Portal Minutta
Foto: Arquivo pessoal

Grávida, a moradora de São Bernardino Vanessa Garcia acabou sendo internada com Covid-19 no fim de julho, no Hospital São Lucas, em Pato Branco (PR). Devido a doença e também por ter gravidez de alto risco - diabete gestacional -, Vanessa passou por um parto emergencial e acabou sendo separada da filha.

Segundo informações do hospital, Vanessa ficou um longo período na UTI. Na quarta-feira (9), após 40 dias internada, ela pôde pegar a filha Ágata no colo, aos 36 dias de vida. A técnica em agropecuária, de 24 anos, já no primeiro momento no hospital, precisou ser entubada. O parto aconteceu no dia 4 de agosto.

O marido de Vanessa, Jovane Sberse, relatou ao Diário do Sudoeste que inicialmente ele é quem teve os primeiros sintomas da Covid-19 em casa, tendo apresentado febre, dor no corpo por uns dois dias e perda do olfato. “Uns quatro dias depois que deu os sintomas em mim, começou a dar na Vanessa. Ela teve dor de cabeça e febre. Nós fomos até o posto e fizemos o teste […] uns quatro dias depois ela começou a sofrer para respirar e foi consultar, onde a doutora falou que poderia ser por causa da gravidez. No outro dia, passou mal de novo e ai formos para o hospital em Palma Sola, onde o doutor recomendou uns remédios que não resolveram muito. No outro dia, ela estava com mais dificuldade ainda para respirar. Fomos no posto em São Bernardino e dali nos transferiram para Palma Sola, onde nos encaminharam para Pato Branco.”

Depois do nascimento, a bebê foi considerada suspeita para Covid-19 e foi levada à Policlínica de Pato Branco para um leito exclusivo e seu isolamento. O teste dela negativo.

Ao Portal Minutta, Vanessa conta que sua recuperação após sair da entubação tem sido rápida. "Ainda tenho dificuldade para caminhar", explica. Sobre Ágata, a mãe relata feliz que ela está bem e "gordinha, mama bastante e dorme". Para Vanessa, sentir o cheiro da filha e ficar perto não tem preço que pague. Ela também é mãe de Manoel, 3 anos.